Nota falsificada de R$ 200 circula no Rio de Janeiro antes do lançamento oficial

Algumas cédulas da nova nota de R$ 200, ilustrada com um lobo-guará, estariam circulando em Madureira, no Rio de Janeiro, antes mesmo do lançamento oficial pelo Banco Central.

De acordo com a diretora de Administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, esse tipo de ação criminosa acaba prejudicando justamente uma parcela da população mais vulnerável.

“É uma preocupação com a perda financeira das pessoas que podem ser ludibriadas e enganadas”, disse a diretora.

A cédula está prevista para ser lançada no fim de agosto. Em julho, o Banco Central anunciou que o animal escolhido para estampar a nova cédula foi o lobo-guará, mas não deu maiores detalhes.

Ao jornal “O Dia”, o Banco Central afirmou “Como a nota de R$ 200 ainda não foi lançada e nem está em circulação, obviamente estamos diante de um caso de falsificação. A falsificação de notas, como sabemos, é crime”.

A produção da nova nota ainda está em fase final de testes por equipes especializadas do Banco Central e da Casa da Moeda.

A falsificação de notas está prevista no artigo 289 do Código Penal , tendo uma pena que varia de 3 a 12 anos de prisão. O BC explica que quem coloca uma cédula falsa em circulação após tomar conhecimento de sua falsidade, mesmo recebendo-a de boa fé, pode ser condenado a uma penalidade de 6 meses a 2 anos de detenção.

Deixe seu comentário