Um inspetor da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) lotado no 7º Distrito Policial (Pirambu) capturou o homem investigado como suspeito de estuprar, roubar e deixar uma idosa de 72 anos amarrada e trancada dentro da própria casa.

O policial civil, que estava de folga no bairro Praia de Iracema, reconheceu o suspeito com mandado de prisão por outro crime de estupro e o conduziu imediatamente até o plantão do 7º DP para dar cumprimento ao mandado judicial e lavrar flagrante por uso de documento falso, já que o homem apresentou uma carteira de identidade com outro nome.

O policial civil Valcimon Goiana Melo, ou simplesmente, inspetor Goiana, atuou desde o início das investigações do caso da vítima de 72 anos. A mulher registrou um Boletim de Ocorrência (BO) na unidade policial em que ele trabalha. Mesmo com a transferência do procedimento para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza dar continuidade às apurações, o policial civil colaborou para identificar o homem de 40 anos, com antecedentes por roubo e atentado violento ao pudor, crime revogado em 2009 e enquadrado hoje no crime de estupro.

Na noite desse sábado (27), enquanto caminhava pelo bairro Praia de Iracema, o instinto policial do inspetor Goiana falou mais alto. Com prudência e habilidade, ele se aproximou e abordou o suspeito em via pública. Inicialmente, o suspeito apresentou uma carteira de identidade falsa ao agente da Polícia Civil, mas desistiu da tentativa de ludibriar o inspetor diante da convicção do policial. De imediato, Goiana deu voz de prisão ao suspeito e pediu apoio a policiais militares da Força Tática do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) para conduzi-lo ao plantão do 7º DP, no bairro Pirambu.

Na unidade policial, o homem foi autuado em flagrante por uso de documento falso, assim como foi cumprido o mandado de prisão por estupro. O homem foi colocado à disposição da Justiça para responder pelos crimes conforme a lei. A Polícia Civil segue com os trâmites do inquérito policial para realizar o indiciamento dele pelos crimes cometidos contra a idosa.

O crime
Conforme levantamentos policiais, o homem teria entrado na residência da idosa na noite do dia 30 de abril com uma faca, amarrou a vítima na cama e cometeu o crime sexual. Antes de sair do imóvel, na madrugada do dia 1º de maio, o suspeito subtraiu um aparelho celular e uma TV, deixando a vítima amarrada e trancada dentro de casa.

Mceara

Deixe seu comentário