Trump anuncia rompimento com OMS e sanções à China

1584815224 – CULTURA
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou na tarde desta sexta-feira, 29, que o país está rompendo o relacionamento com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em coletiva de imprensa na Casa Branca, Trump criticou as estratégias de contenção da pandemia do novo coronavírus pela entidade e também o papel da China. Ainda não está claro, no entanto, como esse rompimento irá acontecer.

“A China tem o controle da OMS, apesar de pagar apenas 40 milhões por ano na comparação com o que os Estados Unidos pagam, que é aproximadamente 450 milhões por ano”, disse Trump. “O mundo precisa de respostas da China sobre o vírus. Precisamos de transparência”.

Além disso, ele disse que a China “encobriu” o “vírus de Wuhan”, em uma referência ao novo coronavírus, o que permitiu que a doença se disseminasse pelo mundo e provocasse uma pandemia. O país foi o primeiro epicentro da covid-19, mas conseguiu contornar a crise.

Segundo Trump, a China ignorou suas obrigações de reportar esse problema à Organização Mundial da Saúde (OMS) e pressionou esta a enganar o mundo quando o vírus foi descoberto. Com isso, muitas pessoas morreram e grandes prejuízos econômicos ocorreram, argumentou.

Essa não é a primeira vez que o mandatário da Casa Branca critica a entidade. No começo de maio, Trump ameaçou cortar todo o financiamento americano, se a entidade não “se comprometesse em fazer melhoras substanciais nos próximos 30 dias”. Nesta sexta, ele voltou a tocar nesse assunto, dizendo que a OMS “falhou em fazer as melhorias solicitadas”.]

Exame

Deixe seu comentário