Acusado de matar Marielle pode ter ligação com ‘Senhor das Armas’

single-image

Acusado de ter efetuado os disparos que mataram Marielle Franco e Anderson Gomes, o sargento reformado da PM Ronnie Lessa pode ter ligação com o grupo de Frederik Barbieri, o “Senhor das Armas”, preso no ano passado.

Segundo o jornal O Globo, há semelhanças entre os mais de 100 fuzis apreendidos na casa de Alexandre Mota, suspeito de ser laranja de Lessa, e os 60 fuzis apreendidos no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, em 2017, que resultaram na prisão de Barbieri.

“Um dos sessenta fuzis apreendidos no Galeão é parecido com os encontrados na casa de Alexandre, ligado ao Lessa. Isso que dizer que podem ter a mesma origem, Estamos investigando uma possível ligação entre as armas”, explica o delegado Marcus Amim, da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme).

“O que há de igual entre estas armas é a plataforma M-16, que ostenta de maneira indevida a marca HK. Vale ressaltar que detectamos, também, que o material apreendido na casa do amigo de Lessa é bem acabado, de uma matéria-prima boa, um aço muito bom. Apesar de não terem sido confeccionadas por nenhum grande fabricante, as peças são de boa qualidade”, complementa.

Leave a Comment

Your email address will not be published.