UPA de Patos fica sem atendimento durante 12 horas por falta de médico

single-image

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Otávio Pires, localizada no Bairro Liberdade, em Patos, ficou sem atendimento durante 12 horas neste domingo (1º), das 7h às 19h. O motivo foi a ausência de médico para o plantão.

O secretário de Saúde do Município de Patos, Umberto Joubert, chegou a gravar um vídeo e publicar nas redes sociais para explicar o episódio. Ele disse que procurou por 15 dias um profissional para o plantão deste dia 1º de dezembro, porém, não conseguiu. Ele garantiu, porém, que as escalas para o resto do mês de dezembro foram resolvidas.

Segundo o secretário, alguns médicos teriam entregado suas escalas da UPA por questões pessoais e provocou a vacância no plantão deste domingo. “Três colegas, infelizmente, saíram da UPA devido irem trabalhar em outros municípios, residências, estudar para provas…nestes últimos 15 dias não encontramos novos colegas para preencherem essas vagas”, comentou.

O secretário disse que informou ao Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM/PB) sobre a ausência de médicos e o conselho determinou a interdição durante as 12 horas. A diretora do Complexo Hospitalar Regional, Liliane Sena, também foi comunicada, pois o fechamento da UPA provoca crescimento da demanda para o Hospital regional de Patos.

A prefeitura de Patos divulgou nota de esclarecimento sobre o ocorrido. Veja na íntegra:

A Prefeitura de Patos, por meio da Secretaria de Saúde, vem a público esclarecer que, neste domingo, dia 1º de dezembro de 2019, o atendimento da Unidade de Pronto Atendimento Otávio Pires Lacerda (UPA) ficou comprometido devido à falta de médico plantonista, diretor clínico e diretor técnico, das 07 horas da manhã até às 19 horas da noite.

O ocorrido foi informado ao Conselho Regional de Medicina da Paraíba que enviou um conselheiro e interditou a UPA, eticamente, das 07 horas da manhã até às sete horas da noite.

A direção do Complexo Hospitalar Deputado Janduhy Carneiro também informada sobre a interdição durante esse período, uma vez que a demanda poderia aumentar naquele equipamento de saúde.

O CRM informou que a desinterdição já ocorreria às 19h, como de fato ocorreu, e sem prejuízos à população.

Há quase 15 dias a Secretaria de Saúde de Patos vinha trabalhando na busca de um médico plantonista para este dia 1º de dezembro.

A Secretaria de Saúde informa ainda que já está com a escala do mês de dezembro completa.

Com Clickpb