TRT-PB anula decisão que condenava Arquidiocese a pagar multa de R$ 12 milhões por exploração sexual

single-image

A decisão que condenou a Arquidiocese da Paraíba a pagar uma multa de R$ 12 milhões por casos de exploração sexual foi anulada nessa quinta-feira (7) pelo Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba (TRT-PB). Os desembargadores entenderam que não há provas suficientes no processo.

A ação civil pública foi movida pelo procurador do Ministério Público do Trabalho (MPT) na Paraíba, Eduardo Varandas, e denunciava que um grupo de sacerdotes pagava a flanelinhas e coroinhas por sexo.

A Arquidiocese da Paraíba foi condenada a pagar multa de R$ 12 milhões, mas recorreu ao TRT e a multa foi anulada, por insuficiência de provas. A Procuradoria do Trabalho disse que vai recorrer da decisão.

Com Clickpb